Início > Noticias > Prêmio Cidade Pró-Catador abre inscrições para prefeituras e consórcios municipais

Prêmio Cidade Pró-Catador abre inscrições para prefeituras e consórcios municipais

Iniciativa reconhece cidades com experiências de inclusão de catadores de materiais na gestão de resíduos. Quatro projetos vencedores vão receber até R$ 120 mil.

Boas práticas de inclusão social de catadores de materiais recicláveis realizadas por prefeituras ou consórcios municipais podem se candidatar até 1º de novembro à terceira edição do Prêmio Cidade Pró-Catador. A iniciativa é da Fundação Banco do Brasil em conjunto com a Secretaria-Geral da Presidência da República (SGPR) e em parceria com o Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Serão quatro categorias de premiação conforme o número de habitantes no município. Os critérios para a seleção são: inclusão socioeconômica dos catadores, sustentabilidade, caráter inovador, reaplicabilidade, impacto no público-alvo, integração com outras políticas, participação da comunidade, existência de parcerias e escopo do projeto. Para concorrer, é necessário ter mais de um ano de execução do projeto.

As quatro iniciativas vencedoras - uma por categoria - vão receber da Fundação BB até RS 120 mil mediante apresentação de projeto da prefeitura, da cooperativa ou da associação de catadores.

O presidente da Fundação Banco do Brasil, José Caetano Minchillo, destaca benefícios da iniciativa tanto para gestores públicos como para catadores: “Com a premiação unimos as duas pontas: a gestão e os catadores. A iniciativa também dá visibilidade às boas práticas e promove o envolvimento do governo municipal no planejamento e na execução da política dos resíduos sólidos”.

Conheça o edital 

Acesse o formulário de inscrição

Sobre o Prêmio

A primeira edição do Prêmio Cidade Pró-Catador foi lançada em setembro de 2013 com o objetivo de reconhecer as iniciativas de inclusão de catadores de materiais recicláveis na gestão de resíduos sólidos dos municípios. Houve a inscrição de 63 municípios, dos quais 10 foram selecionados na primeira etapa. As vencedoras foram Arroio Grande (RS), Bonito de Santa Fé (PB), Crateús (CE) e Ourinhos (SP).

A segunda edição, em 2014, premiou municípios ou consórcios intermunicipais com projetos conjuntos com entidades de catadores. Foram mais de 80 inscrições em quatro categorias e quatro iniciativas vencedoras – Londrina (PR), Santa Cruz do Sul (RS), Manhumirim (MG) e Brazópolis (MG).