Início > Noticias > PCS apresenta em Barcelona experiência na implementação dos ODS no Brasil

PCS apresenta em Barcelona experiência na implementação dos ODS no Brasil

Ferramentas e metodologias do programa serão explicadas em evento no dia 15/11, às 16h, durante o Smart City Expo World Congress

A experiência do Programa de Cidades Sustentáveis (PCS) ​​com os governos locais na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no Brasil será tema de debate durante o Smart City Expo World Congress. O congresso acontece nos dias 14, 15 e 16 de novembro, em Barcelona, na Espanha.

Como parte da programação do evento, Jorge Abrahão, coordenador-geral do Programa Cidades Sustentáveis ​​e da Rede Nossa São Paulo, apresentará as ferramentas e metodologias do PCS que auxiliam a gestão pública a planejar e monitorar as ações locais.

Desde 2016, o Programa de Cidades Sustentáveis ​​incluiu em sua plataforma de indicadores os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e as 169 metas previstas. Desta forma, os ODS estão relacionados a cada um dos 12 eixos temáticos do PCS.

Atualmente, o PCS é referência nacional na implementação e municipalização dos ODS nas cidades brasileiras, por oferecer à gestão pública uma agenda completa de sustentabilidade, que auxilia o alinhamento do planejamento da cidade à mais avançada plataforma de desenvolvimento sustentável e à Agenda 2030 das Nações Unidas.

Sobre o Smart City Expo World Congress

Trata-se de um evento que se tornou referência mundial sobre cidades inteligentes e reúne prefeitos, gestores públicos, formadores de opinião, instituições acadêmicas, centros de pesquisa, incubadoras, investidores e corporações. Ou seja, atores com poder de decisão e capacidade para impulsionar a implementação de cidades inteligentes e estimular o empoderamento do cidadão. 

Na área de exposição, os participantes apresentam seus desenvolvimentos mais recentes, soluções e produtos reais, com tecnologias que estão produzindo impactos positivos concretos e duradouros sobre a vida de milhões de pessoas. 

O encontro visa debater iniciativas e soluções inovadoras para um mundo urbano mais inteligente e sustentável.

O evento está em sua 7ªedição e é promovido pela Prefeitura de Barcelona e organizado pela Fira Barcelona, uma das mais importantes organizações de eventos de negócios da Europa.

Terá duração de três dias, 66 salas temáticas, mais de 400 palestrantes e dez sessões plenárias, dividas em oito eixos temáticos: Governança, Mobilidade, Cidades Inteligentes, Economia, Sociedade, Sustentabilidade, Dados e Tecnologia e Economia Circular.

A edição anterior, de 2016, quebrou recordes de participantes e expositores. Recebeu 16.688 visitantes e representantes de mais de 600 cidades, de 126 países, além de 591 expositores. 

Participação de prefeitos brasileiros 

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e o Smart City World Expo World Congress têm, desde 2013, um acordo de parceria para possibilitar a participação de prefeitos, prefeitas e gestores públicos brasileiros no evento. A parceira permite o intercâmbio de experiências entre as duas organizações, o que inclui também o evento bianual organizado pela FNP “Encontro dos Municípios com Desenvolvimento Sustentável”. 

Visitas técnicas para conhecer boas práticas de Barcelona

No dia 13/11(um dia antes da abertura do evento), a delegação brasileira em Barcelona, que inclui prefeitos e integrantes do PCS, conhecerá algumas boas práticas da cidade. As visitas estão sendo organizadas pela Prefeitura de Barcelona e CGLU - Rede Mundial de Cidades e Governos Locais e Regionais. 

Boas práticas a serem visitadas:

Ecoparc de Barcelona – É uma instalação ambiental dedicada ao tratamento de resíduos sólidos produzidos na área metropolitana da cidade. A população da área metropolitana de Barcelona é responsável pela produção anual de 1,6 milhão de toneladas de resíduos sólidos (exclui-se os resíduos industriais);

Apresentação do Projeto [email protected] (distrito de inovação) – [email protected] é o nome dado a uma região de negócios situada na antiga área industrial de Poblenou, no distrito de Sant Martí. Seu objetivo é converter Poblenou em uma área tecnológica e de inovação, bem como aumentar os espaços residenciais e de lazer. Iniciado na década de 2000 e ainda em construção, o projeto abrange 115 blocos e faz parte de um dos maiores esquemas de regeneração urbana da Europa. O modelo já está sendo aplicado para outras áreas da cidade e é referência em transformação urbana, econômica e social. 

Coleta de lixo no [email protected] – Um moderno sistema de tubulações subterrâneas que suga o lixo e o enviam até uma central de compressão e distribuição. A rede foi implementada no início dos anos 90, quando a cidade passou por uma grande reforma para sediar os Jogos Olímpicos de 1992. Desde então, virou um exemplo a ser seguido. O sistema é inodoro, dispensa caminhões barulhentos (embora eles ainda sejam utilizados para complementar o serviço). Como o lixo é coletado 24 horas por dia, evita-se o acúmulo dos sacos nas ruas.

Barcelona Activa – É a ferramenta de políticas de desenvolvimento econômico municipal, que visa ser referência para as medidas de apoio a empresas, criação de emprego e projeção internacional da cidade. A iniciativa apoia 4.293 empresas, através de serviços prestados e programas.