Início > Noticias > Gibis da Turma da Mônica explicam objetivos de sustentabilidade da ONU

Gibis da Turma da Mônica explicam objetivos de sustentabilidade da ONU

A organização Aldeias Infantis SOS Brasil lançou, nesta quinta-feira, o Impacta ODS, um programa de divulgação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) que terá os personagens da Turma da Mônica como vetores do assunto para o público infantil.  Os 17 ODSs são uma relação de metas humanitárias lançadas pela ONU, em 2015, a serem alcançadas até 2030, que incluem erradicação da pobreza, acesso à educação de qualidade, consumo e produção responsável, distribuição de água potável e saneamento, ação contra mudanças climáticas, entre outras.

Para disseminarem os conceitos por trás de cada ODS, a organização firmou uma parceria inédita com o Instituto Maurício de Sousa. “O grande desafio é fazer os objetivos chegarem ao grande público",  diz Mariana Chiavini, gestora de Parcerias e Sustentabilidade da Aldeias Infantis. Hoje as metas geralmente são conhecidas apenas por quem trabalha em ONGs e empresas ligadas ao meio ambiente. A organização foi uma das que participaram da elaboração dos 17 objetivos da ONU.  A partir da dificuldade de o assunto atingir o público em geral veio a ideia de usar a Turma da Mônica, que se comunica com todas as gerações, em uma linguagem simples e de fácil entendimento.

Para o programa, foram produzidos 17 gibis, que explicam cada um dos objetivos, e um adicional de introdução ao tema. A ideia é oferecer esse material para escolas particulares e empresas. Para cada organização ou instituição de ensino privada que comprar os gibis, a um custo de R$ 5 por aluno, uma escola pública será apadrinhada e também receberá as revistinhas, sem custo. O programa ainda contempla uma capacitação para professores e funcionários aprenderem atividades que poderão ser realizadas com as crianças e que envolvem as metas da ONU, como rodas de leitura e construção de jogos.

A ideia é que não só os alunos transmitam para a família o conhecimento sobre as ODSs, mas que também os funcionários das empresas participantes levem os gibis para seus filhos. “As famílias já estão acostumadas com a linguagem e o estilo de comunicação da Turma da Mônica”, disse o quadrinista Maurício de Sousa, em entrevista exclusiva ao Estado. “E as crianças são o fator primordial do programa, elas não apenas são vetores da informação, mas podem ser as protagonistas do processo todo”, afirma.

Para a ONG Aldeias Infantis, como a ONU projeta os objetivos para 2030, as crianças e adolescentes de hoje devem ser preparados para continuarem com as mudanças de hábitos que moldarão o futuro do planeta. “Tudo o que a criança aprende com pouca idade, transmitido por meio de uma mensagem alegre e lúdica, vai ficar grudado na memória”, diz Maurício de Sousa.

Essa primeira etapa do programa deve durar dois anos. Posteriormente, a Aldeias Infantis pretende produzir novo conteúdo com os personagens de quadrinhos mais famosos do Brasil. “Queremos chegar ao maior número de pessoas, e isso só vai ser possível com a participação de empresas. Senão vamos chegar em 2030 sem alcançar as metas”, afirma Mariana.

A Aldeias Infantis SOS é uma organização humanitária internacional, presente em 135 países e que no Brasil trabalha há 50 anos fornecendo acolhimento a crianças em situação de risco e dando apoio a famílias vulneráveis para prevenir o abandono físico e emocional dos filhos. A primeira empresa a firmar parceria com o programa é a Arcos Dorados, maior franqueada do McDonald's para a América Latina. Outros parceiros do programa incluem Cebeds, Rede Brasil do Pacto Global ONU e Global Reporting Initiative – GRI.

Matéria originalmente publicada no jornal O Estado de S. Paulo