Início > Noticias > Connected Smart Cities 2017 começa nesta quarta-feira em São Paulo

Connected Smart Cities 2017 começa nesta quarta-feira em São Paulo

O Programa Cidades Sustentáveis é uma das organizações que apoiam o evento, participando duas atividades: um workshop sobre a municipalização dos ODS e de um painel que debaterá a relação entre meio ambiente e cidades

Acontece em São Paulo, nesta quarta e quinta-feira (21 e 22/6), o Connected Smart Cities 2017. O evento reúne empresas, entidades e governos, com o objetivo de debater e promover inovação e melhorias para cidades mais inteligentes e conectadas umas com as outras, sejam elas pequenas ou megacidades.

O Programa Cidades Sustentáveis (PCS) participa do workshop "Agenda estratégica dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Iniciativas de Implementação e Municipalização dos ODS no Brasil". Entre os palestrantes convidados estão Jorge Abrahão, coordenador-geral do PCS, Sérgio Andrade, da Agenda Pública, e Eduardo Tadeu, da Associação Brasileira de Municípios (ABM). A atividade terá ainda a apresentação da experiência da Prefeitura de Santos, a cargo de Fábio Tatsubo, coordenador do Departamento de Transparência da Ouvidoria, Transparência e Controle. A moderação será de Zuleica Goulart, coordenadora de mobilização do PCS.

Outra atividade do Connected Smart Cities 2017 que terá a participação do Programa Cidades Sustentáveis é o Painel 4, que debaterá, entre outros assuntos, a relação entre as cidades e o meio ambiente. Além de Jorge Abrahão, coordenador-geral do PCS, participam do evento: Alberto Teixeira da Silva, professor doutor associado do Instituto de Filosofia e Ciências Humana, Universidade Federal do Pará; e Sérgio Myssior, arquiteto urbanista, especialista em meio ambiente e urbanismo.

Confira aqui a programação completa do Connected Smart Cities 2017.

Sobre o evento 

O Connected Smart Cities une empresas de serviços e tecnologia de ponta, especialistas, prefeituras e pessoas engajadas com a otimização das cidades do Brasil, buscando inspiração em soluções implantadas nas mais inteligentes cidades do mundo e trazendo novas ideias.

Missão

Promover a discussão, a troca de informações e a difusão de ideias entre governo e empresas focando atender as necessidades do cidadão consciente, visando que as cidades brasileiras possam tornar-se mais inteligentes e conectadas.

Visão

Promover o desenvolvimento das cidades de forma que nos próximos 10 anos as cidades brasileiras possam subir um degrau ou mais na escala de desenvolvimento, se aproximando dos índices dos modelos das cidades inteligentes do mundo.

Áreas abordadas no evento

URBANISMO SUSTENTÁVEL NAS CIDADES

Planejamento e design urbano; construção verde; agricultura urbana; poluição do ar; água; carbono zero; Smart Grid; microgrid; eletromobilidade; tecnologias e gerenciamento de energia; política e regulação; iluminação pública; economia circular.

MOBILIDADE E ACESSIBILIDADE NAS CIDADES

Plano de mobilidade; sistemas de transportes inteligentes; integração do transporte; ciclovias; transporte público; pedestre; gestão de tráfego; políticas públicas para transporte; mobilidade como um serviço da cidade.

CIDADES CONECTADAS

Internet das coisas; Big data; redes inteligentes; aplicativos; Wi-Fi aberto; segurança cibernética; proteção de dados; privacidade; desenvolvimento da plataforma da cidade; análise e gerenciamento de dados; e-segurança; vigilância.

CIDADES PARTICIPATIVAS E ENGAJADAS

Plataformas de participação e colaboração dos cidadãos; participação social; inovação e dados abertos; avaliação de desempenho, indicadores e métricas; transparência; capacitação para engajamento dos cidadãos; governança; integração de serviços; desenvolvimento de métodos participativos.

CIDADES EMPREENDEDORAS

Economia criativa; inovação; apoio e fomento para o desenvolvimento de startups; políticas públicas para promoção do empreendedorismo; colaboração; co-criação.

CIDADES PRÓSPERAS

Promoção do desenvolvimento econômico; modelos de financiamento; parcerias público-privadas; desenvolvimento de clusters produtivos; economia social; cocity.

CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS

Envelhecimento da população; saúde; educação; capacitação; equidade de gênero; cultura; serviços públicos e sociais; inclusão; esporte; recuperação de desastres; inundações.

Acesse aqui todas as informações do Connected Smart Cities e saiba como participar do encontro.