Início > Boas Praticas > Seul - Desafios e Realizações em Transporte Urbano Sustentável

Seul - Desafios e Realizações em Transporte Urbano Sustentável

Seul

Continente: 
Ásia
País: 
Coreia do Sul
População (Ano): 
11.000.000 hab.
Ano População: 
2009
Nos últimos anos, o governo de Seul investiu no desenvolvimento de políticas públicas para melhorar a mobilidade na cidade, dentro de um modelo sustentável e priorizando o transporte público.

Descrição:

Os índices de emissões de poluentes atmosféricos na República da Coréia emitidos a partir de automóveis são de 73,6% de monóxido de carbono (CO), 35,3% de óxidos nitrosos (NOx) e 36,9% de material particulado (PM10). Seul, em particular, tem um percentual muito mais elevado de emissões poluentes provenientes de automóveis que outras regiões. 

Como medida para administrar o intenso congestionamento e melhorar a qualidade do ar, a cidade de Seul introduziu um Sistema Inteligente de Transporte (ITS) através de cartões eletrônicos integrados que cobrem os serviços de ônibus, metrôs e trens de toda a área metropolitana. Um dos componentes mais inovadores do sistema são as tarifas inteligentes que oferecem descontos de acordo com a distância entre partida e destino.

Assim, a direção política do governo metropolitano de Seul para o transporte é a "Prestação de serviço de transporte público decente," para reduzir a demanda por carros. 

O Plano integrado de metrô e ônibus teve início em 2004 e levou em conta três pontos principais: construção de corredores de trânsito rápido para ônibus, coordenação dos serviços de ônibus e de metrô e integração dos sistemas de tarifas e de bilhetagens entre as rotas.

O sistema de ônibus passou a ser administrado pelo setor público e os ônibus passaram a ser identificados por cores. Isso também possibilitou a ampliação das linhas para setores mais periféricos da cidade, locais que anteriormente eram carentes de transporte público, pois não compensava para as empresas privadas irem até lá. 

Os ônibus azuis fazem rotas de longa distância e de forma expressa, conectando um subúrbio a outro e esses ao centro. Os veículos verdes cumprem trajetos dentro da região metropolitana e alimentam as estações de metrô e os pontos de ônibus expressos. Os amarelos trafegam dentro do centro de Seul, enquanto os vermelhos são destinados a viagens de longa distância, conectando as cidades satélites ao centro da capital sul-coreana.

Para atender a demanda tecnológica, todos os veículos têm GPS, o que permite às autoridades monitorarem a velocidade e a localização dos ônibus. As informações são repassadas via celular e em tempo real para o usuário, que pode saber quanto tempo falta para o ônibus chegar ao ponto e qual a melhor rota ou conexão escolher.

O Sistema Informatizado de Gestão de Ônibus (BMS) é reconhecido mundialmente como um sistema de tecnologia da informação aplicável para todos. O BMS funciona como um centro de gestão do tráfego, que recolhe e processa todas as informações de trânsito, incluindo o sistema de cartão de transporte, controle e monitoramento do trânsito, delegacias de polícia e condições das estradas.

O programa de melhoria do transporte público abrange integralmente o metrô, cujas dez linhas somam 286 quilômetros, interligam 265 estações e transportam 4,4 milhões de pessoas por dia, muitas delas de outros países.As linhas de metrô também são distinguidas por cores, o que facilita não apenas para o povo coreano, mas também para os muitos estrangeiros que passam pela cidade.

O sistema de tarifas e bilhetagem é outra vantagem para o usuário, que paga de forma integrada a passagem de ônibus e de metrô com cartão magnético. A viagem é cobrada pela distância, não importando se o passageiro vai pegar ônibus, metrô ou os dois juntos, e o cartão oferece desconto se carregado a cada mês.

Além de mudar a forma de cobrar pela viagem, a agência que administra o transporte público de Seul também mudou o sistema de remuneração das empresas de ônibus. Agora elas são pagas por quilômetro servido e não por passageiro transportado. Essa alteração fez com que os motoristas aliviassem o acelerador, tivessem mais paciência com pessoas idosas e portadoras de deficiência e parassem de transportar um número excessivo de passageiros.

Seul quer se consolidar como uma cidade limpa, saudável e verde, para isso esta substituindo todos os ônibus movidos a combustível fóssil por veículos a gás natural. A meta inicial foi de reduzir a emissão de carbono da cidade em 10% até 2012.

O uso das bicicletas também esta sendo incentivado. O investimento inicial, realizado pelo governo federal, foi de dez bilhões de dólares. O projeto prevê a construção de 3.114 quilômetros de ciclovia por todo país, além da implantação de estacionamentos, sinalização e oficinas para reparo e manutenção. 

O Plano de mobilidade ampliou a malha de transporte publico e fez mudanças no fluxo dos veículos que circulavam pelo centro da cidade. Como resultado, houve aumento do número de usuários optando por novos sistemas de transporte e mudança de hábitos de viagem.

Objetivos:

- A criação de uma mobilidade centrada no pedestre e no ambiente. Dessa forma, estabelecer um sistema de transportes sustentável, construindo uma cidade para as pessoas e para o ambiente;

- Permitir uma circulação rápida e fluida a todos os usuários do transporte público;

Cronograma e Metodologia:

- Julho de 2004: Lançamento do novo sistema de mobilidade baseado em três pontos: construção de corredores de trânsito rápido para ônibus, coordenação dos serviços de ônibus e de metrô e integração dos sistemas de tarifas e de bilhetagens entre as rotas.

- As 400 linhas de ônibus foram divididas em quatro grupos com diferentes trajetos e passaram a ser identificadas por cores. Ou seja, saíram a cor e a logomarca das empresas viárias e entraram as cores dos grupos (por trajeto) na carroceria dos veículos, num sistema administrado pelo setor público.

Resultados:

- O transporte público de Seul é considerado referência pela Organização das Nações Unidas;

- Pontualidade dos ônibus e metrô;

- As autoridades passaram a medir o nível de satisfação da população e quatro meses depois 90% da população se diziam muito satisfeitos com o novo sistema de transporte público de Seul;

- 2012: O país possui mais de 2.000 km de ciclovias pavimentadas, muito bem sinalizadas e seguras, e com boa estrutura para cicloturistas, que aumenta a cada ano;

- As 10 linhas do metrô de Seul têm 265 estações, somam 286,9 Km e transportam 4,4 milhões de pessoas;

- O sistema “Rota Amiga do Cidadão” levou o transporte público para áreas mais distantes, antes evitadas pelas empresas de transporte. As alterações nas rotas dos ônibus facilitaram a ligação com o metrô priorizando a não ruptura na rede de transporte público. Essas alterações evitaram também a sobreposição de rotas e agilizou trajetos de longa distância. Isso, aliado a ampliação de faixas exclusivas de ônibus dobrou a velocidade de deslocamento desses veículos o que culminou no aumento do número de usuário de ônibus;

- O novo cartão de transporte também pode ser utilizado para pagar as taxas de entrada para os parques temáticos ou de espetáculos, bem como para pagamentos de pequenas taxas pela internet;

- A fim de evitar acidentes no metrô e para tornar o ambiente das estações mais agradáveis, todas as paradas agora têm portas de tela. A instalação de portas de tela evita acidentes e também reduz o ruído. Além disso, coletores de pó e caminhões de água operam limpando os túneis e estações diminuindo assim, o acumulo de diversos poluentes aéreos;

- Até final de 2009, 6.759 veículos (89%) da frota de ônibus substituíram seu combustível por gás natural e já estão em operação;

- Revitalização de rios, transformações de estradas em parques e locais para caminhadas, também foram importantes ações para a melhoria da qualidade do ar;

- Em torno Rio Cheonggyecheon (local revitalizado), a concentração de PM10 foi de 74,5 ㎍ / ㎥ em abril de 2003 e caiu para 66,9 ㎍ / ㎥ em maio de 2006. A concentração de NO2 foi reduzida em quase 30% durante o mesmo período, de 0.063 ppm para 0.045 ppm, o que mostra que o ar tornou-se mais limpo. 

- Campanhas semanais incentivam os condutores de automóveis a não saírem com seus carros em um dia útil da semana, a sua escolha.

Instituições Envolvidas:

Governo Municipal de Seul

Fontes:

Desafios e Conquistas de  Seul 

Transporte Urbano Sustentável

Bicicletas na Coréia

Sistema de transporte público de Seul é exemplo para as grandes cidades

38
última modificação: ter, 31/03/2015 - 14:04

Comentários